Como elouquecer um Designer

Tags

, ,

   Angry man behind laptop

   Todo Designer Gráfico já teve alguma experiência desagradável com algum cliente, se trabalhou ou trabalha numa agência pequena onde “você atende a porta, recebe o cliente, faz o briefing, traz o cafezinho, faz o trabalho e apresenta” isso deve ser uma constante. Alguns fatos, que na hora são até trágicos, ficam até engraçados compartilhando com os colegas de trabalho. Reuni alguns desses fatos e vamos à eles:

1 – Ligue, peça um orçamento de várias peças “pra agora“, fique aguardando se for preciso e depois diga que está caro, mas qualquer cosia volta à ligar;

2 – Volte a ligar e peça um desconto. Cite o nome de outras agências que estariam cobrando um preço menor;

3 – Na hora do Briefing use termos do tipo “bem simples”, “nada muito complexo”, “rapidinho”, “só dá um efeito”;

4 – Exija que ele use a “letra” Comic Sans em todas as peças da empresa;

5 – Deixe um CD que tenha nele escrito “logomarca” e dentro dele ponha o logotipo escaneado em JPG, em baixa resolução;

6 – Quando ele disser que em JPG não serve, pra você procurar o arquivo enviado pelo Designer que fez o logo, envie pra ele um arquivo do Word com o logo em JPG de baixa resolução que havia no CD;

7 – Ele vai dizer que precisa dela editável, em vetor. Diga que tem um arquivo em Corel Draw e vai enviar à ele. Quando ele ver que o arquivo tem 100 Kb vai ficar enlouquecido ao ver o maldito JPG lá dentro; (rs)

8 – Depois disso diga que são os únicos arquivos que você tem, pergunte se não tem como ele refazer “rapidinho” o logo e obrigue-o a redesenhar;

9 – Trate ele como um Design que faz Designer e nunca o contrário;

10 – Diga que tá com um vírus no seu computador e pergunte quanto ele cobra pra arrumar;

11 – Sente ao lado dele enquanto ele começa o trabalho. Quando ele testar uma cor conteste, ponha o dedo na tela e vá dizendo como ele deve fazer as coisas;

12 – Peça pra pagar tudo só quando os trabalhos forem entregues, dê alguma desculpa que não interessa e se ele não aceitar diga que só pode dar um sinal de 20% do valor.

13 – Sempre que você receber um e-mail com algum questionamento ou novidade sobre o trabalho não responda, ligue imediatamente e pergunte  sobre as coisas que ele já respondeu no e-mail.

14 – Apareça sem avisar com um monte de revistas/panfletos/cartões que você viu, gostou e queria que ele fizesse “algo do tipo”;

15 – Aprove o orçamento, faça o briefing e não deposite o sinal. Depois de uma semana pergunte se pode passar lá pra ver o trabalho;

16 – Peça várias alterações não importa se o trabalho é um mero cartão de visitas;

17 – Exija uma prova de cor pra todas as peças e diga sempre que está muito claro ou muito escuro;

18 – Quando você receber um prova ou uma apresentação do trabalho diga simplesmente “não gostei”;

19 – Ao ser questionado o que não lhe agradou diga que talvez seja a cor, o fundo ou talvez a “letra”. Enfim, deixe ele sem saber o que alterar;

20 – Diga que seu sobrinho ou primo de 15 anos faria coisa melhor e mais barata;

21 – Quando ele disser que está tudo pronto peça pra ele separar todas as peças em um arquivo do Word pra que você possa imprimir em casa e pra ele ajustar de uma forma que saia no tamanho real “pra você ter uma noção”;

22 – Ligue pra ele fora do horário de expediente;

23 – Diga que o layout está aprovado, mas que queria mais 2 opções “só pra ter certeza”;

24 – Peça opiniões pra todo mundo, da cozinheira da sua casa até o porteiro do condomínio e volte ao Designer com várias críticas e alterações;

25 – Sempre que houver uma alteração no trabalho peça pra ele preparar uma nova apresentação e faça ele apresentar na frente de várias pessoas com todas dando opiniões;

26 – Alguns dias depois de aprovar tudo volte e diga que mudou de ideia e vai precisar alterar algumas coisas do tipo “rapidinho”, “só jogar no computador”;

27 – Diga que está PERFEITO, mas que seu chefe não gostou e vai querer outras opções;

28 – Ligue pra ele às 17:59 da sesta-feira e diga que tem urgência e precisa finalizar tudo no mesmo dia;

29 – Às 9 horas diga que tá faltando um material que você só irá enviar amanhã;

30 – Um dia depois de tudo ser aprovado ligue perguntando se pode pegar tudo impresso;

31 – Logo após a arte ser enviada para a gráfica, faça ele cancelar e diga que o telefone mudou;

32 – Apareça sempre sem avisar “só pra dar uma olhadinha” e fique por lá um bom tempo gastando hora;

33 – Leve sempre alguém com você pra dar uma opinião ou leve os filhos e fique brigando com eles mandando eles ficarem quietos o tempo todo;

34 – Entregue à ele textos impressos pra ele ter que digitar;

35 – Se até agora ele não enfartou desapareça por meses e apareça de repente pedindo tudo pra ontem.

Anúncios

Weta Digital divulga vídeo com os bastidores de “O Hobbit”

Tags

, , ,

   Hobbit120717

   Não é de agora que a Saga do Senhor dos Anéis mostra seu poderio no quesito Efeitos Visuais. Com o fim da trilogia em “O Retorno do Rei” o filme alcançou 11 oscas, levando todas as estatuetas na qual foi indicado, alcançando assim grandes títulos como “Titanic” (1997) e “Ben-Hur” (1959), os maiores vencedores da premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. Os dois primeiros filmes também levaram premiações, o primeiro, “A Sociedade do Anel”, teve 13 indicações e venceu 4, já o segundo filme, “As Duas Torres”, foi indicado em 6 quesitos e levou apenas 2, mas uma coisa toda a trilogia teve em comum, arrisca um palpite? Claro, todas levaram a estatueta de melhores Efeitos Visuais. Incrível!

   Agora a Weta Digital, empresa que cuidou dos efeitos especiais do primeiro filme da nova trilogia da saga, “O Hobbit: Uma Jornada Inesperada”, divulgou um vídeo com os bastidores de algumas cenas do filme dirigido por Peter Jackson que foi lançado no final do ano passado nos cinemas. Quem teve a oportunidade de ver a “continuação”, que na verdade se passa antes dos outros 3 filmes, constatou que há grande possibilidade de mais estatuetas, principalmente a de Efeitos Visuais. Confira o vídeo:

Se você curte games você precisa de um Couchmaster.

Tags

,

   A Nerdytec quer saber: Aonde é mais confortável passar horas jogando? Na cadeira do seu computador ou no sofá da sala? E é na segunda opção que a empresa aposta suas fichas com a sua nova criação, o Couchmaster. Sabe aqueles suportes pra levar refeição na cama? É, o conceito é quase o mesmo! (rs) Com apoios confortáveis para os braços, um lugar seguro para o teclado e para o mouse com reservatório para um energético para garantir longas horas de jogo.

   Essa invenção faz parte daquelas criações “porque que eu não pensei nisso antes?”. Eu mesmo já usei uma almofada nas pernas pro teclado e outra pro mouse pra poder jogar na tela da sala (que costuma ser a maior em quase toda residência  rs). Talvez o sucesso desse produto hoje seja mais viável pela maior acessibilidade à grandes TVs, teclados e mouses sem fio. Eu usava um transmissor de sinal  analógico que eu sintonizava no Canal 9 da TV e mesmo custando muito caro sempre gostei de teclado e mouse sem fio.

   Gostei da invenção e se fosse mais acessível usaria ela para as longas noites de trabalho, isso sim! Mas pros gamers certamente vai agradar muito também. Veja o vídeo de apresentação do produto.

Como criar uma Logomarca?

Tags

, , ,

   Pra começo de conversa o termo correto é LOGOTIPO. Na formação da palavra “logos” traduz-se “significado”, “typos” traduz-se “figura” e “marka” traduz-se “significado”, então logomarca seria significado do significado: o que não faz sentido!

  Sim, é uma discussão boba. Há os que defendem uma das duas ou até mesmo que as duas formas estão corretas. Respeito, mas defendo que você está um passo à frente dos seus concorrentes se utiliza termos e conceitos profissionais com os seus clientes! Essa é a minha opinião!

   Uma logoma… LOGOTIPO é talvez a parte mais importante de uma empresa, muitas vezes é até idealizado antes mesmo da empresa existir formalmente, é a sua identidade, tudo que se refere à ela vai carregar essa marca e é muito importante que ele tenha uma singularidade, uma simpatia, uma beleza mesmo que simples.

   Na sua criação, mesmo que se tenha uma grande experiência com Corel, Illustrator, Photoshop etc, não existe uma fórmula pronta, um passo a passo que vai levá-la ao sucesso.  Mas existem, e veremos logo abaixo, dicas do que você pode fazer e do que não deve fazer para ter um logotipo coerente e mais bonito procurando atender o gosto do seu cliente e do público dessa empresa.

Vamos às dicas!

(AZUL= correto VERMELHO = errado)

1 – Organize-seNão importa a quantidade de clientes, sempre é bom ter as prioridades e o que cada trabalho irá exigir! A ideia de um quadro com os trabalhos de todo mundo é uma boa ideia. Estimula até uma certa “concorrência” com seus colegas: cada um vai levantando e riscando o que já fez e por experiência própria ninguém quer ficar pra trás. Lógico que tudo era feito com excelência e além de organização dá uma descontraída no ambiente de trabalho. Além disso você deve ter em mãos algo bem detalhado sobre cada trabalho, uma tabelinha só sua. Cada um tem uma maneira de se organizar diferente, mas algumas coisas é comum entre os Designers:

Briefing: Tire tudo que for possível do seu cliente (cor preferida, conceitos, formas, exemplos de outros trabalhos que ele gostou, pois isso ajuda a direcionar o seu trabalho e escute o que ele tem em mente, caso ele tenha). “Brifar” corretamente é um grande passo.

Procure inspiração: Revistas, jornais, TV ou o famoso Google é bom para que você conheça mais sobre o ramo da empresa, as logos existentes pra você não pecar na mesmice ou observar o público alvo etc.

Brainstorm Time! O ideal é pegar o Briefing, reunir os colegas de trabalho e acumular ideias, assim vão surgindo boas opções e certamente já serão descartadas algumas ruins que certamente aparecerá. É bom ter pelo menos 3 possibilidades boas para cada trabalho. Se for só você, não importa, pesquise mais e vá reunindo diferentes ideias!

Rabisque tudo – Enquanto as ideias vão surgindo vá desenhando, anotando tudo, porque as vezes escapa uma boa frase, palavra ou ideia!

“Mão na massa” – Hora de concretizar as anotações e rabiscos, seja com Corel ou Illustrator é preciso VETORIZAR!

Usar imagem rasterizada

   Uma imagem vetorizada não perde qualidade ao ser ampliada , o que não ocorre com um Bitmap :

algoritmo

   É cada vez mais comum a criação de logotipos no Photoshop com vários efeitos, sombras e ainda por cima salvos na resolução da página padrão do Photoshop em RGB. Um logotipo é aplicado de várias formas e cores, então não corra o risco de ser chamado de amador e vetorize sua logo no Ilustrator ou Corel.

Apresentar ao cliente – É uma coisa que pode mudar de um Designer para outro e até mesmo entre clientes. Tem aquele cliente que não importa quantas opções você mande, ele sempre irá querer mais. Então se você tem 3 ou 4 opções mande 2 e depois as outras, do contrário ele acha que é muito simples fazer tudo do zero e vai continuar pedindo outros modelos (alteração é totalmente diferente). Há até empresas que cobram a mais caso o cliente peça mais de X opções. E tem aquele cliente que você manda a logo com seu detalhado manual de aplicação pois ele valoriza o conceito e o profissionalismo. É essencial conhecer o tipo de cliente com o qual você trabalha. Sempre haverá aquele que não acredita em conceito e quer a fonte Arial em vermelho sangue e pronto! ¬¬

Alterações – Depois de escolhido um modelo é normal uma puxadinha aqui, uma mudança de cor ali ou outro pequeno ajuste! É normal, mas não confunda isso com outra opção.

Pizza Time! Essa é hora que você envia a arte final pro seu cliente e pode descansar e se orgulhar de mais uma batalha vencida!

2 – Use cores adequadas – 

   Quando o assunto é escolha das cores, a maioria dos designers costuma utilizar a sensibilidade adquirida na carreira e referências de trabalhos de outros colegas de profissão. Mas existem alguns conceitos básicos que ajudarão bastante durante o projeto:

Não utilize cores gritantes, pois costumam chamar mais a atenção e quebrar a harmonia da composição;

Prefira cores próximas uma das outras na palheta de cores;

Evite utilizar muitas cores em seu logo, existem marcas que se tornaram célebres apenas utilizando uma cor;

Tenha em mente que as cores possuem grande influência psicológica e evocam sentimentos que devem estar de acordo com o objetivo da marca;

E finalmente, mas não definitivamente, busque evitar o trivial e aja com certa liberdade e transgressão, (caso o trabalho possibilite isto).

Leia mais sobre a Importância das Cores caso não tenha liso esse post anterior.

Seguir as tendências e modas

   Diferentemente da moda, em que os indivíduos costumam abusar de tendências esperando atualizações e modificações constantes, os logotipos mais famosos são memoráveis e persistem às transformações de várias gerações. Neste caso, criar um logo utilizando basicamente efeitos e técnicas do momento poderá criar um prazo de validade para sua criação.

   Os clientes procuram os designers para que suas marcas possuam uma representação exclusiva. Neste caso, pegue leve nos efeitos, pois isto poderá fazer com que seu logo torne-se efêmero e comum. Algo que poderá afetar inclusive sua credibilidade.

3 – Não abuse nos efeitos – Pode ser uma armadilha que vai muito além de deixar sua logo “carnavalesca”. Lembre-se que não devemos ter nada na logo que precise ser rasterizado e que a logo deve ser aplicada de várias formas, inclusive em tons de preto e branco.

Finalizar a logo e não aplicá-la em escala de cinza!

   Já cansou de ler que a marca deve ser aplicada de várias formas, não é? E se a logo precisar ser aplicada em preto e branco num fundo preto? E se o fundo for branco? E a sua logo rasterizada? E o anúncio precisa chegar no jornal até as 5h e já são 4:30? Enfarto à vista! Veja um bom exemplo de aplicação da logo em escala de cinza no fundo branco e no preto e a aplicação da logo em CMYK também no fundo branco e no fundo preto respectivamente:

logo-final-cmyk-pb

4 – Crie com equilíbrio e simplicidade – As logos de sucesso geralmente são simples e de fácil entendimento: aquelas do tipo que sua avó e um criança de 10 anos conseguem ler facilmente. Claro que nem sempre essa característica é adequada ou desejada pelo cliente, talvez para uma empresa de tecnologias possa não ser interessante, mas na sua maioria é um bom conselho.

Usar Clichês

   Ser inovador e autêntico! É difícil convencer um advogado à não querer usar uma balança ou um dentista de não usar um dente em sua logo etc. Mas veja a Samsung, Windows, Apple e nenhuma delas tem algo clichê do seu mercado! Procure surpreender seu cliente com um trabalho inovador e com fortes argumentos para que ele não caia na mesmice das logos do ramo. Lembre-se que o sucesso dela é o seu sucesso também. Caso não seja possível fugir desse clichê, procure estilizar a figura de outras formas, mais sutis e menos notáveis!

Sem título-1

   Note que na primeira opção utilizei a figura da justiça, mas de uma forma pouco usual e na segunda o cliente queria as famosas iniciais como símbolo da logo e se você observar bem no contorno do centro do simbolo temos um “p” e um “d” de Portela Duarte.

5 – Pesquise sobre a empresa – É importante conhecer o mercado do cliente, os logotipos já existentes de seus concorrentes. Seria péssimo apresentar uma opção semelhante à uma empresa do mesmo ramo ou mesma região. Depois dessa pesquisa você pode tirar vantagem com uma logo diferenciada e esse já pode ser um ponto pra defender a marca.

Imagens com duplo sentido

   Muito cuidado com isso! Às vezes pode até passar despercebido e você vai pôr seu cliente no hall das “logos engraçadas” da internet. Por isso preste bem atenção na sua criação: gire a logo à 90 graus, de ponta cabeça e analise em profundidade pra que isso não ocorra de forma alguma como os exemplo a seguir:

funny-logo01

6 – Aplique a logo em vários tamanhos – Acontece muito com logotipos de fonte “fina” e principalmente cursiva. Às vezes na tela está tudo muito bonito, mas você está vendo apenas a logo, então tente aplicá-la em algumas peças mesmo que representativas: se ficar legível em um envelope, numa assinatura de anúncio A4 (por exemplo) e em um outdoor certamente está tudo bem com ela.

Esquecer partes inacabadas

   Visualize sua criação sempre bem ampliada em 200%, principalmente se ela for grande ou complexa. Na hora da criação a gente vai fazendo uma coisa aqui, outra ali, uma pausa pro café, chegou outro cliente e você esquece um ponto aberto ou duas linhas desalinhadas etc. Depois de aplicar a logo numa fachada, anúncio etc fica complicado. Atenção em dobro nesse ponto.

7 – Saiba escolher a melhor fonte – Escolher uma fonte pode levar um bom tempo, ainda mais se você resolver desenhar uma especialmente para aquela logo. Nesse caso triplique a atenção e se aplica aí a dica de ampliar, analisar de vários ângulos e tamanhos pra não deixar erros, ver se tem legibilidade e se não há o duplo sentido. Não existe uma regra de qual fonte usar para cada tipo de cliente. Vai mesmo da sua experiência, talvez no briefing o cliente possa soltar alguma coisa e da sua pesquisa. Acesse o Google e olhe outras logos do ramo e você terá uma ideia (lembre-se: IDEIA, não cópia). Fuja das fontes mais usadas e em hipótese alguma use mais de duas fontes, pois pode acabar ficando confuso e sem harmonia. Uma boa dica se você não quer se arriscar a fazer uma fonte do zero é escolher uma que esteja perto do que você imagina, transformá-la em vetor e modificá-la.

8 – Tenha personalidade – O cliente quer a balança, fonte Arial em vermelho sangue e com um efeito de extrusão, adicionado do nome “Advogado” bem grande. Mesmo que digam que o cliente sempre tem razão, e ele te brifou tudo isso com firmeza, você deve dar o seu ponto de vista, defenda com a sua experiência o que acha errado e como seria melhor. Mesmo que ele seja irredutível formalize o seu conceito, além de fazer o que ele pediu, e apresente pro seu cliente as duas formas mostrando os pontos fortes do seu trabalho. Se você tiver êxito certamente ganhará um cliente fiel. Mostrar segurança é um ponto forte em quase tudo na vida.

Copiar outras logos

   Infelizmente isso é bem comum, mas a verdade é que eu nem deveria precisar dizer isso aqui. Se você, ao longo da sua pesquisa, pegar várias ideias e juntá-las em uma coisa diferente não é plágio, mas pegar o símbolo de uma logo já no mercado e mudar a fonte e a cor “É MUITO PLÁGIO”! Muitos Designers criam símbolos, fontes e muitas delas são de graça, mas o proprietário exige que você peça autorização para usá-la: eu mesmo já fiz isso, desenrolei meu inglês e mandei o projeto pro dono do símbolo e ele autorizou por e-mail, o que vale perante a lei nos dias de hoje. O risco dos símbolos grátis é ver o símbolo que você usou pro seu cliente em outras logos pelo mundo afora (ou até mesmo na sua cidade).

   Pois bem, essas são as minhas dicas pra vocês terem mais sucesso com os logotipos criados e espero ter ajudado. Qualquer dúvida, crítica ou conselho fiquem à vontade pra comentar. Até a próxima!

Deseja ser Designer Gráfico?

Tags

,

   Bem pessoal, dei uma pausa nos posts nesse carnaval, mas não resisti e hoje, terça-feira, vim aqui fazer um post rápido!

   É de costume meu ficar procurando novidades no Google ou no Youtube e assim como tempos atrás continua sendo muito difícil encontrá-las, mas hoje por um motivo diferente: hoje temos que filtrar entre milhares de informações já obsoletas, inexperientes e até erradas de pessoas que querem simplesmente ganhar “views” na internet. Uma dica é olhar se o site é aberto para comentários e ver alguns antes de ler e assimilar o conteúdo oferecido! No Youtube isso é bem fácil, logo abaixo do vídeo você encontra comentários sobre o vídeo e até pelas visualizações também, geralmente vídeos de bons canais têm muitas visualizações.

   Saber pesquisar na internet não é só digitar o que quer e sair lendo tudo o que encontrar, assim você pode acabar complicando ainda mais sua cabeça ou levar adiante uma informação errada.

   Certo, Samuel, agora o que isso tem haver com “ser Designer Gráfico”? Muita coisa! Saber procurar na internet é uma arma muito valiosa. E foi em uma dessas minhas peregrinações internáuticas que eu achei um mini curso de Design Gráfico bem interessante para aqueles que decidiram seguir essa carreira tão gratificante, mas não puderam/quiseram fazer um curso superior! O curso é de autoria do Clube do Design e está na sua 21ª aula. Eu que já tenho quase 10 anos de experiência no ramo achei bem completo o material e pude aprender algumas coisas também. Espero que vocês gostem e possam aprender bastante com as aulas. Até a próxima!

Penalty “lança” camisa do São Paulo no espaço.

Tags

, ,

camisa sao paulo penalty faz historia

   A Penalty e o São Paulo encontraram um jeito inusitado de fazer o lançamento do novo uniforme do clube, apresentado nesta quinta-feira no estádio do Morumbi. A primeira imagem da camisa foi exibida por meio de um vídeo. O filme, de quase três minutos de duração, mostrou como empresa e clube fizeram para levar para o espaço a camisa tricolor.

   Por meio de um balão, a camisa de jogo foi lançada ao espaço e retornou à superfície terrestre, caindo na cidade de Taubaté, no interior de São Paulo. A vestimenta, porém, não foi apresentada no evento de apresentação dos uniformes, que contou também com a participação de um torcedor que venceu um concurso cultural promovido pela Penalty no Facebook.

    A ideia da ação partiu da Z+, agência de publicidade que tem a conta da Penalty e que é responsável pela gestão das mídias sociais da fabricante. O uso das mídias sociais e as inovações, aliás, deverão balisar o relacionamento entre São Paulo e Penalty.

   A fabricante de material esportivo deve repetir com o clube paulista o que tem feito com outros clubes patrocinados, usando as redes sociais para alavancar o relacionamento com o consumidor. Até por conta do alto investimento no negócio, de R$ 35 milhões entre pagamento em dinheiro, produtos, royalties e espaço no clube.

    “Esse contrato acaba fazendo com que a gente faça um trabalho muito mais forte em mídias sociais, pontos de venda e também na ativação do patrocínio para conseguir rentabilizá-lo o máximo possível”, afirmou Alexandre Stefano, diretor de operações internacionais da Cambuci, empresa detentora da marca Penalty.

   O lançamento da camisa já foi uma primeira mostra desse posicionamento da marca. Assim que o vídeo com a ida do uniforme para o espaço foi exibido, o perfil da Penalty no Twitter e no Facebook já publicava o link para que o torcedor visse o mesmo vídeo no YouTube (reprodução abaixo).

Quem do seu facebook iria pra cama com você?

Tags

,

   bangwithfriends

   Essa é a resposta na qual o novo App para o Facebook se propõe a responder. O objetivo na verdade é sexo sem compromisso. Isso mesmo. Foi lançado o Bang With Friends, que lhe ajudará a descobrir, sem expor sua imagem, quais dos seus amigos estão disponíveis para um sexo casual.

   Assim que você entrar na página do aplicativo e logar com sua conta do Facebook você dará de cara com todos os seus amigos aonde poderá ser escolhido  ver apenas homens, apenas mulheres ou ambos). Daí é só clicar no seu/sua interessado (a) e esperar.

   O curioso do programa é não ter filtro algum além do sexo da pessoa. Ao ver a lista você pode dar de cara com seu irmão/irmã, pai, mãe, tia… ou mesmo que você tenha 18 anos estará lá disponível aquele(a) amigo(a) de 50 anos.

   Se a pessoa que você escolheu escolher você também os dois receberão um e-mail com o aviso do interesse mútuo (Assunto: “It’s bangin’ time!“) Sério! Caso contrário ninguém fica sabendo da sua tara pretensão e a vida segue!

   O App informa que é totalmente anônimo, mas eu lhes darei uma dica pois nisso tudo tem uma falha: ao logar com sua conta e seguir para autorizar o programa lembre-se de selecionar “somente eu” para que as pessoas não saibam que você está utilizando e caso venha aparecer alguma postagem ficará reservado à você.

   No site, há uma explicação curiosa de como usar o App:

how_to_bang-610x353

   Eu não levaria o aplicativo à sério, mas de qualquer forma pode ser uma experiência bem divertida e desafiadora você escolher alguém e ficar na expectativa de talvez ser escolhido de volta ou de ser escolhido por uma pessoa que você nunca esperava! E aí? Será que dá realmente esse empurrãozinho pra coisa acontecer ou não vai passar de uma brincadeira online? Façam suas apostas!

Como divulgar seu site no Google?

Tags

,

google-shows-startups-how-to-master-seo-in-10-minutes-video--2704001fe3

   Vamos à minha primeira dica aqui no Blog. Você criou o seu site pessoal ou de sua empresa e lógico que a sua intenção é de que as pessoas acessem pra conhecer o que você tem a oferecer. Pois bem, ter o site por si só não é tudo, você tem que “dizer” ao Google que ele existe para que as pessoas possam encontrá-lo. Claro que você, hoje em dia, tem muitas ferramentas para divulgar o seu site: Twitter, Facebook e tantas outras mídias sociais. Mas a forma mais comum de se localizar um serviço ainda é digitando no site de pesquisa mais famoso do mundo o que se procura.

   Logo abaixo vamos conhecer quatro métodos de tornar o seu site visível para que as pessoas o encontrem com facilidade pelo Google. São eles:

  • Sitemap é uma forma de avisar ao Google sobre paginas de seu site, resumidamente o Sitemap é uma arquivo XML que contem uma lista de todas as paginas de seu site,  nele é possível informar a frequência com que as paginas do site são atualizadas, a ultima vez que cada pagina foi atualizada, a prioridade relativa de cada pagina e URLs que não seriam habitualmente encontradas por meio do processo normal de pesquisa. O Sitemap pode ser muito útil se seu site tiver conteúdo dinâmico, o site tiver pagina que não são facilmente encontradas, o site for novo e houver poucos links para ele. O Google diz não garantir o rastreamento de todas as  URLs  contidas no Sitemap, no entanto garante que seus robôs sempre procuram analisar o Sitemap dos sites. Caso queira criar um Sitemap acesse este link.
  • Resultados do Google Notícias se o seu site inclui conteúdo de noticias, você pode enviar seu site para inclusão no Google Notícias. Quando o seu site for incluído você poderá informar ao Google quais são os seus artigos mais recentes, enviando um Sitemap de notícias.  Dessa forma você pode manter seu núcleo de noticias acoplado com o Google. Para criar um Sitemap de notícias acesse esse link.
  • Resultados do arquivo de notícias se você tiver conteúdo de notícias com histórico (disponível gratuitamente ou mediante inscrição), será possível enviá-lo para inclusão na Pesquisa de arquivos de notícias.
  • Resultados locais  se você veicular um site comercial para uma empresa em determinada localização geográfica, poderá fornecer informações para o Google usando o Google Places.  Milhões de pessoas pesquisam o Google Maps todos os dias. Uma listagem gratuita no Google Maps faz com que elas te encontrem com mais facilidade.

Espero ter ajudado. Não esqueçam que a divulgação do seu site é fundamental para atingir o seu objetivo! Até a próxima.

Twitter à “la Facebook”.

Tags

   76219666031172351

   A rede social Twitter anunciou ontem (30) uma atualização na exibição de fotos e vídeos. Agora, imagens maiores vão ser mostradas no topo das páginas: basta clicar em um retrato e pesquisar vídeos ou perfis que os resultados mostrados vão ser exibidos à “la Facebook”. A atualização na visualização de fotos e vídeos deixou a interface do Twitter ainda mais agradável. Mas se a sua conta na rede social do pássaro azul ainda não foi agraciada com esse recurso, não se preocupe. Esse upgrade deverá ser feito nos próximos dias.

   Links de vídeos hospedados nas redes YouTube, Vimeo ou Vine, por exemplo, contam agora com reprodução direta na tela do Twitter – não é preciso executar as mídias através das “hop pages”. É também possível criar listas de reprodução e assistir aos vídeos sem sair da página inicial.

FONTE: TECMUNDO

Nike apresenta novo uniforme da Seleção Brasileira.

Tags

, ,

neymar_560   A Nike apresentou nesta quinta-feira 31 o novo uniforme da Seleção Brasileira de futebol. Realizado na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, o evento teve como principal estrela o jogador do Santos Neymar.

   O principal atacante brasileiro entrou no campo de grama sintética, montado especialmente para a ação, “escondido” em meio a dezenas de garotos, que usavam máscaras reproduzindo o seu rosto.

   Assim como o modelo anterior, a camisa lançada nesta quinta-feira também leva material reciclado de garrafas PET. O uniforme será usado nas partidas da Seleção Brasileira na Copa das Confederações. A estreia acontece na próxima semana, no amistoso contra a Inglaterra, a ser disputado em Londres, na quarta-feira 6.

   Duas versões da camisa chegam às lojas já nesta sexta-feira 1° de fevereiro. O modelo idêntico ao usado pelos jogadores tem preço sugerido de R$ 239,90. A réplica para torcedores custará R$ 189,90.